Vale tudo para ser autêntico?

Como se manter autêntico numa era digital que cada dia se apresenta mais competitiva e desafiadora.Vejo o quanto as pessoas estão deixando de lado sua essência para expor algo diferente daquilo que tem na sua história. Tudo para chegar mais rápido a um resultado? Ou talvez serem aceitas?

Pode ser arriscado, e é o que tem acontecido nestes últimos dias, com algumas personalidades famosas no meio do mundo digital.

Ser honesto pode significar, por vezes, permitir-se ser vulnerável.

Será que para vender-se precisa dar uma impressão falsa?

Vender a verdade, trazer uma história verdadeira, com toda certeza traz a sua audiência para mais perto, além criar conexões através da sua história.

Um lugar importante pelo qual essa autenticidade vem é nas histórias que escolhemos contar aos outros sobre nós mesmos, histórias que comunicam nossos valores, convicções, pontos fortes e objetivos.

Tentar vender uma história linda, desafiadora, dizendo que conseguiu chegar onde chegou, mas sem verdade, será que é uma vantagem?

Criar um contexto falso para impactar a sua audiência? A hora da verdade aparece, e consequentemente isso pode trazer prejuízos a marca pessoal.

Umas das citações que gosto muito é a do Warren Buffet, um dos melhores investidores de todos os tempos, e ele diz – “Levá-se 20 anos para construir uma reputação, e demora-se 5 minutos para destruí-la”.

O que podemos levar como lição dessa mensagem?

Que você pode construir uma bela reputação durante a vida, e de repente por querer mostrar o que não é, pode te deixar em uma situação irreversível ou ter que recomeçar do zero para conquistar novamente a confiança de sua audiência.

Contar uma história verdadeira, mesmo que nela contenha derrotas, desafios, conquistas, te faz um ser humano real, como todos.

Por isso que tenho como um dos meus valores, “a verdade é o único lugar onde se pode estar seguro”, Elizabeth Cady, frase da ativista social, e umas das mulheres que lutou pelo direto das mulheres.

O que você acha?

Para se manter relevante é preciso criar uma máscara que não condiz com a sua história?

#personalbranding #marcapessoal #serautêntico #brandingpessoal #camiladeaguiar #autenticidade

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo